Como atravessar um rio com o Falcon F5 subterraneamente

A Ganggu No-Dig Engineering Company é a única empresa contratada de perfuração sem escavação na região de Tianshui, Província de Gansu, uma província na região ocidental da China.Eles foram contratados para fazer um furo que atravessasse um rio com uma profundidade máxima de 28 m e instalar 740 m de gasoduto de aço de 457 mm de diâmetro.

Porque profundidade e distância são desafios para o trabalho, o pessoal de Serviço de Campo da DCI forneceu um sistema de orientação Falcon F5. A poderosa capacidade da tecnologia Falcon e sua função DataLog confirmou a necessidade da empresa contratada do Falcon F5 para esse trabalho.

O mercado de HDD ainda é pequeno na Província de Gansu, mas a região é parte da iniciativa de investimentos “One-belt-one-road” (Um Cinturão, Uma Estrada) da China (denominada de o novo começo da antiga rota da seda). Os desafios do trabalho eram a estabilidade dos dados de rotação/inclinação na profundidade de 28 m e como localizar sobre um rio.

Após utilizar o otimizador de frequência para determinar as melhores frequências de operação, eles selecionaram a Faixa 38 para o seu transmissor de 19 polegadas. Após a calibração, o teste de Alcance acima do solo (AGR) mostrou que os dados de rotação/inclinação poderiam atingir 38 m.

Sinais estáveis tornaram fáceis a localização e a perfuração exceto em parte da travessia do rio: é difícil encontrar pontos de localização estando sentado em um barco.

Estavam disponíveis leituras intermitentes com a utilização do Modo Max e o furo foi terminado com sucesso em 16 horas. A empresa contratada sabia que o sistema de orientação magnética é normalmente requerido para um furo de tamanha profundidade, principalmente quando atravessa um rio. Eles ficaram muito satisfeitos com o desempenho do Falcon F5 e o sucesso do furo piloto.

*O gráfico acima apresenta o modo como foi construído o furo e a pressão de fluido de perfuração anelar medida durante o furo piloto.

Estudos de casos

Saiba como os sistemas Falcon desempenham na obra.

Próximo estudo de caso